Como calcular a escala de desenho de arquitetura?

123 Projetei

22 de março de 2022

Entenda como calcular a escala de um desenho de arquitetura e quais são as principais escalas.

A escala de arquitetura é utilizada para a elaboração de projetos arquitetônicos, que funcionam como uma relação entre a dimensão usada para representar um espaço, edificação ou objeto e sua real proporção.

Portanto, a escala representa graficamente as medidas de um determinado espaço, representando desenhos ou muito pequenos, conhecidos como escala reduzida, ou muito grandes, chamadas de escala de projetos arquitetônicos ampliados.

Escalas de projetos

Existem alguns tipos de escala para calcular os projetos, sendo a de redução (um por cinco), escala real (um por um) e a de ampliação (cinco por um).

Os arquitetos utilizam essas escalas para a elaboração de projetos de obra e como representação de uma ideia para uma edificação. Assim, apresentam os projetos em dimensões homólogas, levando em consideração a relação de proporcionalidade.

Para fazer um projeto a partir de uma escala reduzida, por exemplo, ele mostrará como um cômodo irá ficar por dentro depois de pronto, porém, em um tamanho menor, para que seja possível uma pré-visualização do ambiente. 

Por isso, é tão importante calcular a escala de um desenho de arquitetura, pois assim, é possível ter uma ideia real sobre a construção, mesmo que em tamanhos reduzidos ou, em alguns casos, ampliados.

calcular a escala de desenho de arquitetura

Como calcular a escala?

Para calcular uma escala de desenho de arquitetura existem, basicamente, três fatores principais para considerar, são eles: o tamanho do objeto que irá representar, as dimensões do papel e um desenho feito de forma precisa e clara.

A partir desse exemplo é possível ter uma melhor compreensão de como calcular a escala de um desenho de arquitetura: 

Um arquiteto deseja saber como calcular a escala de projetos arquitetônicos e criar um desenho com uma folha A3 (que mede 297 mm x 420 mm), sendo que o maior tamanho do papel é de 420 mm.

Considerando uma margem de 10 mm, ele terá 400 mm (ou 40 cm) de área livre para criar a escala de arquitetura.

Dessa forma, para criar uma escala de um objeto ou edificação com dimensão máxima de 20 m, podemos representá-la em 5, 10, 20 ou 50 vezes menor que o objeto em seu tamanho real. 

No cálculo, há de se considerar que não seria possível representar no papel um objeto com dimensões maiores que o seu tamanho. Ou seja, não seria possível representar um objeto de 20 m em um papel de 40 cm, nesse caso.

Portanto, para tornar isso possível, utiliza-se a escala, já que está relacionada à proporcionalidade do objeto.

Sendo assim, 20 m correspondem a 2.000 cm, dividindo a grandeza total pelo tamanho da área útil do papel, temos 2.000 dividido por 40, que é igual a 50. Portanto, neste caso, pode-se usar a escala de 1:50.

Porém, não são em todos os casos que são utilizadas as mesmas escalas. Dependendo da relação de proporcionalidade do projeto podem ser usadas as escalas 1:50, 1:100, 1:200 e 1:500.

Equipe 123Projetei

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.