Fazer uma casa com laje ou uma casa com telhado e forro? Possivelmente essa pergunta deve tirar o sono de muitos clientes que estão planejando a sua casa dos sonhos.

Se você está em dúvidas sobre qual das duas opções escolher, vamos te ajudar apresentando as vantagens e desvantagens de cada uma!

LAJE 

Historicamente a laje é a mais utilizada nas construções brasileira. O fator que mais pesa para a escolha da laje no projeto é a segurança.

Se no lugar onde você mora é comum ter chuvas muito fortes, a laje pode te proporcionar uma sensação melhor de acolhimento. Em um eventual destelhamento, você estará mais seguro.

A laje é a cobertura sobre nossas cabeças, que pode ou não ser transitável. Quer dizer: pode ser a última parte antes do telhado, ou a parte entre dois andares.

Seja qual for o caso, os principais tipos de laje normalmente têm espessura mínima de 12/ 14cm o que já contribui bastante para um maior isolamento e proteção ao ambiente.

Comparada a qualquer outro tipo de cobertura, é muito mais pesada. Ela vai ferro, vai concreto, vai a estrutura completa. E uma vez que você tem mais peso na sua laje, vai precisar distribuir todo esse peso na estrutura da casa também, para que ela suporte o teto.

Ou seja, você terá vigas e paredes com uma estrutura mais robusta, e uma fundação mais reforçada também.

O tempo de execução com a laje é geralmente mais demorado também, e isso influencia diretamente no custo da obra.

Além disso, optando pela laje você precisa tratá-la. Será preciso chapiscar, rebocar, passar massa, pintar… Todo aquele passo-a-passo que as paredes da sua casa também irão passar.

laje

FORRO

O forro é mais leve, comparado a laje. E por isso, as vigas, pilares e fundações não serão tão reforçadas como é o caso da laje. Isso fará com que você tenha muita economia na sua obra.

A execução do forro é bem prático, já que ele vem pronto para instalação. Alguns tipos como o forro de madeira e o forro de gesso vão precisar apenas de um verniz e tinta para a conservação e estética.

Além do forro de gesso e de madeira, é bem comum a utilização dos forros de PVC. 

A opção de gesso deixa o ambiente mais aconchegante e clean. É bem lisinho e tem a possibilidade de você fazer rasgos no gesso para embutir a iluminação do ambiente.

Ele oferece maior facilidade e versatilidade à instalação elétrica e ao projeto de iluminação, que pode ser alterado sem a necessidade de grandes obras, na medida em que a fiação estará alocada no espaçamento entre o forro e a laje.

Além disso, são ótimos para esconder vigas e elementos de instalações hidráulicas.

Clique na imagem para visitar o projeto
Clique na imagem para visitar o projeto

O que precisa ficar bem claro para você, se for escolher o forro para o seu projeto é: apesar de não precisar de laje, você vai precisar de uma cobertura reforçada.

O madeiramento da cobertura, além de suportar as telhas, vai suportar também o forro. O cálculo estrutural precisa levar isso em consideração. Ressalva ao tipo PVC.

Além disso, um forro não substitui a laje. Não é possível transitar, em hipótese alguma sobre ele. Ou seja, se futuramente você quiser verticalizar sua casa e transformá-la em um sobrado, precisa da laje.

Em conclusão podemos dizer que de modo geral optando pela laje, a estrutura é mais pesada, você gastará mais. Optando pelo forro, a estrutura é mais leve, você gastará menos.

Se você tem condições financeiras de colocar laje em sua casa com certeza vale muito a pena por questões de segurança e conforto.

A laje tem função estrutural e o forro de tem uma função estética.

Para qualquer uma das opções, procure a ajuda de um profissional para te orientar no projeto e na execução.

Monise Melo

Criadora de conteúdo e responsável pelas Mídias Sociais da 123Projetei. Graduanda de Engenharia pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG).

Deixe uma resposta