Você já deve ter ouvido falar no nome esquadrias, mas será que sabe o que elas significam? Basta você olhar em torno do ambiente em que está para logo perceber uma, duas, três ou até mais delas. 

Elas são nada mais que os elementos utilizados para o fechamento de vãos, entre uma porta ou janela. Elas se diferem tanto no formato, tamanho, tipo de material e modo de abertura. 

E se você ainda tem dúvida de qual a melhor esquadria para a sua casa, acompanhe essa matéria que vamos te mostrar as vantagens, vários modelos e estilos!

QUAIS AS VANTAGENS?

ACABAMENTO MODERNO – com o material de alumínio e ferro, elas garantem um visual moderno para os ambientes interiores da casa.

ILUMINAÇÃO E VENTILAÇÃO – uma das grandes características e, consequentemente vantagem das esquadrias, é a melhora significativa na iluminação e na ventilação dos ambientes. Ou seja, quanto mais esquadrias mais luz natural entrando e mais ar fresco circulando.

VEDAÇÃO – elas se caracterizam pela função de vedar e estancar a entrada de água e ar em excesso. Assim, a água da chuva e os ventos não penetram para o interior da residência. No caso do uso de esquadrias internas, como em banheiros e cozinhas, o vapor de água, os odores e a gordura também são estancados.

DEMARCAÇÃO DE AMBIENTES – especialmente nos ambientes internos, é uma ótima maneira de demarcar e integrar ambientes ao mesmo tempo, uma vez que elas não fecham o espaço por completo, apenas limitam visualmente cada um deles.

 

Antes de comprar as esquadrias é necessário analisar alguns fatores, como a durabilidade e resistência do material com que ela é fabricada, assim dependendo será necessário uma manutenção mais rotineira.

O alumínio, por exemplo, não oxida e consequentemente não enferrujam, assim a sua durabilidade é bem maior do que uma esquadria de ferro que, por sofrer com a oxidação, exige manutenção constante. As esquadrias de madeira são resistentes, mas sofrem com a ação do tempo e com as mudanças climáticas. Por isso necessitam de manutenção com mais frequência.

Além do material escolhido, é necessário cumprir as normas técnicas para atender as exigências e também a escolha do local de uso, pois cada ambiente possui características diferentes que implicam diretamente no tipo de esquadria.

Além de diversos materiais que elas podem ser feitas, tem também os diversos tipos, que se diferenciam pelo modo de abertura. Confira!

TIPOS

DE ABRIR – são aquelas de uma folha só e que giram sobre dobradiças, muito comuns em portas de entrada e de ambientes internos.

DE CORRER – são práticas, funcionais e muito indicadas para espaços pequenos, uma vez que elas economizam área interna. É possível encontrar tanto portas, quanto janelas nesse sistema de abertura.

BASCULANTE – são aquelas que se projetam metade para dentro e metade para fora do ambiente em sentido horizontal, como acontece com os portões de garagem. A maioria das esquadrias basculantes é formada por janelas projetadas para locais altos.

GUILHOTINA – são muito comuns em casas de fazenda e casas antigas. Esse modelo apresenta duas folhas que podem ser abertas com uma folha para cima e outra para baixo ou as duas na mesma posição.

CAMARÃO  conhecidas também como sanfonadas, podem ser usadas para portas e janelas. Nesse modelo, a abertura é feita com as folhas dobradas uma sobre a outra, obtendo um vão de abertura de quase 100%, sendo muito indicadas para espaços pequenos e que precisam economizar área.

ALUMÍNIO – são resistentes, duráveis, não exigem manutenção, tem ótima capacidade de vedação e são super modernas. O único inconveniente desse tipo de esquadria é que ela tende a custar um pouco mais do que as demais.

Como vocês puderam aprender, existem diversos modelos de esquadrias e que também apresentam diferentes possibilidades de materiais no mercado, como alumínio, madeira e ferro. Na hora de escolher, leve em conta o espaço disponível, o ambiente, condições climáticas, e também as possibilidades de economia.

Deixe uma resposta