Você já ouviu falar de “Chapisco” e “Emboço”? Esses termos são comuns ou você só ouviu a palavra “Reboco”? Em sua opinião, elas são a mesma coisa? Pois então, para você que está construindo a sua casa, ou fazendo aquela reforma completa em que são construídas paredes e estruturas complementares, escrevi este artigo com o intuito de mostrar as diferenças entre o reboco, emboço e chapisco; e por que existem estes três tipos de argamassa. Então NÃO. Eles não são a mesma coisa. E a seguir, vou te mostrar o porquê!

Apesar de terem funções semelhantes e serem aplicados em sequência, os três tipos de argamassa têm funções distintas. Quando uma parede é erguida, ela é composta apenas pelos blocos e a argamassa que os une. O recomendado então é que ela receba primeiramente o chapisco, um tipo de argamassa mais “grosseiro”, composto por areia grossa, cimento e água. Depois de seco, a parede está pronta para receber o emboço, que pode ser preparado com areia grossa ou média, cimento, cal e água. E por fim, vem o conhecido reboco, que é uma argamassa composta de areia fina, cal, cimento e água. Mas afinal, por que devemos utilizar as três camadas diferentes para um mesmo propósito?

Cada camada de argamassa tem uma função, e o fato delas terem suas composições em materiais e proporções diferentes, é o que dá propriedades para que elas exerçam suas respectivas funções.

A seguir, vou detalhar como é feito cada tipo de camada, e qual a importância da sua aplicação.

reboco chapisco template

Para ficar mais visual a diferença entre os tipos de argamassa, preparamos essa imagem, que tem como objetivo ilustrar a sequência de aplicação correta.

1. Chapisco

O chapisco é composto por um traço de 1:3, isto é, 1 medida de cimento para 3 medidas de areia grossa; e sua principal função é dar aderência às camadas seguintes. O chapisco é o responsável por permitir que o emboço – camada que será aplicada a seguir – possa ser fixado de maneira uniforme e segura, evitando defeitos na aplicação.

2. Emboço

Apesar de haver algumas variações, e claro, a prática nunca é igual à teoria; o emboço é composto por um traço de 1:2:8, sendo respectivamente cimento, cal e areia grossa/média. Ele pode variar dessa maneira, conforme a aplicação e o efeito necessário que você deseja dar ao acabamento.

A função principal do emboço é promover a regularização da superfície, e a cal – elemento que agora está presente na composição – agrega à mistura propriedades como maior flexibilidade e aderência, além de tornar muito mais fácil o manuseio do produto.

3. Reboco

Por fim, o reboco é a camada que tem a função de dar um melhor acabamento à superfície. Por ser composto com um traço de 1:2:6 de cimento, cal, areia fina e água, ele promove uma superfície mais lisa e com um acabamento muito melhor do que as camadas anteriores.

Ao final do seu período de cura, a parede deve ser lixada e então estará pronta para receber a primeira demão de tinta, que será responsável por finalizar o seu acabamento.

4. Prolongando a Qualidade

Além das três camadas mencionadas, também existem alguns meios de evitar defeitos por infiltração de água nas paredes.

O principal produto, se o que você deseja é se prevenir, é o impermeabilizante. Atualmente, existem fabricantes que recomendam aplicações diferentes, por isso é sempre importante ler as instruções de cada um e aplicar da maneira correta, seja diretamente nos blocos, por cima do chapisco, ou até mesmo do reboco.

Além do impermeabilizante, muitas pessoas optam também pelo fundo preparador. Facilmente de ser encontrado comercialmente, o fundo preparador é uma resina que tem como função preparar o reboco para receber a tinta. O fundo evita que o reboco solte areia depois de curado, e facilita a aplicação da primeira demão de tinta. É ideal para reformas, principalmente em casos que fica difícil a remoção do reboco.

É um produto mais barato, mas atenção: muitos fabricantes não garantem que o fundo preparador seja resistente à água, então ele não garante o mesmo desempenho que o impermeabilizante.

Simplificando, a ideia da aplicação das três camadas distintas é proporcionar uma melhor qualidade à parede da sua casa. Por meio delas, é possível prolongar (e muito) a durabilidade da parede; evitando problemas com infiltrações, tintas descascando, entre outros…

Com certeza, aplicar todas as camadas, mais os aditivos como impermeabilizantes, mantas e fundos preparadores, aumenta significativamente o custo da obra; por isso recomendamos sempre obter uma opinião profissional para o seu caso, de modo a evitar gastos posteriormente com reformas, mas também sem ter um custo inicial absurdo em locais que não há a necessidade de toda essa preparação.

Esperamos que estas dicas tenham te ajudado a entender a importância e as diferenças entre o reboco, emboço e chapisco, que são nada mais do que alguns tipos de argamassa utilizados na preparação das paredes. Ficou com alguma dúvida ainda? Deixe o seu comentário abaixo e terei o prazer em responder!

Quer entrar em contato com a nossa equipe? Você pode mandar uma mensagem para a gente aqui pelo site (só ir na página “contato” no menu) ou então, deixar um comentário que vamos te responder em seguida também. Ainda temos o nosso número 0800 008 0870 (ligações por telefone ou celular) ou o atendimento via WhatsApp (53) 98163-7462.

Gostou do nosso artigo? Não esqueça de compartilhar ele com os seus amigos clicando nos botões abaixo:

Share on facebook
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

matheus.chinaglia

Matheus Chinaglia é Engenheiro Civil e CEO 123Projetei.

Deixe uma resposta

This Post Has 3 Comments

  1. Elisabete Bastos

    Gostei muito do arquivo e gostaria de saber o que fazer para amenizar a umidade das paredes minha casa tem mais de 20 anos ja ouvir falar que passar uma demão de argamassa C3 ajuda é verdade. Att:Elisabete

    1. Alexandre Matsumoto

      Olá Elisabete, fico feliz por você ter gostado do artigo!

      Na realidade, cada situação depende do estado em que se encontram as paredes. Alguns casos mais simples podem ser resolvidos apenas limpando o mofo, lixando a parede e aplicando uma camada de impermeabilizante ou fundo preparador, seguido de tinta.

      Em contrapartida, em casos mais severos, é necessário descascar a parede, lixar e rebocar novamente para corrigir as imperfeições causadas pela remoção do reboco. Nesses casos, também deve ser aplicado impermeabilizante entre o reboco e a camada de tinta de maneira a impedir que a umidade chegue na camada de tinta, causando defeitos nela.

      No geral, você deve analisar a sua situação e consultar um profissional que possa te recomendar o melhor produto a ser aplicado, mas vale lembrar que é sempre importante a utilização do impermeabilizante em áreas sujeitas à umidade, prolongando a vida da sua parede e diminuindo os custos com manutenção à médio/longo prazo.

      Espero ter ajudado! Qualquer dúvida, conte com a Equipe da 123Projetei para te auxiliar!